BRE: Reflexão II Domingo da Páscoa – “Jo 20,19-31: Misericórdia: o coração divino toca a miséria humana”

jesus2

Por: Pe. André Vital Félix da Silva, SCJ

Texto também disponível em: dehonianosbre.org

Este domingo da Oitava da Páscoa, também chamado Domingo da Divina Misericórdia, Festa instituída por São João Paulo II (17.08.2002), cuja inspiração se encontra nas experiências místicas de Santa Faustina Kowalska (1905-1938), nos apresenta os fundamentais frutos da ressurreição do Senhor: a paz, a alegria, a missão, o Espírito Santo, o perdão. Porém, a condição indispensável para poder participar de todos esses dons concedidos pelo Ressuscitado é a fé: “Bem-aventurados os que creram sem terem visto”.

Continuar lendo

Publicado em Reflexão dominical | Deixe um comentário

BRE: Reflexão Vigília Pascal – “Mt 28,1-10: Seu pé ferido nova estrada abriu”

ressuscitado1

Por: Pe. André Vital Félix da Silva, SCJ

Texto também disponível em: dehonianosbre.org

Santo Agostinho chama a Solene Liturgia desta noite de “a mãe de todas as vigílias”, pois nela nasce e se enraíza toda a liturgia da Igreja; cume do Tríduo Pascal, celebra-se de modo mais pleno a obra da redenção realizada por Deus através da morte e ressurreição do seu Filho. É a noite do novo nascimento para os catecúmenos e da renovação das promessas dos já batizados. A Igreja é chamada a aprofundar a consciência de sua identidade e missão; nascida do Lado traspassado do Salvador na cruz (batismo), nutrida pelo seu corpo e sangue (Eucaristia), deve ser luz no mundo.

Continuar lendo

Publicado em Reflexão dominical | Deixe um comentário

BRE: Reflexão Sexta-Feira Santa – “Jo 18,1-19,42: A liberdade soberana do Crucificado”

crucificado1

Por: Pe. André Vital Félix da Silva, SCJ

Texto também disponível em: dehonianosbre.org

A celebração da Paixão e Morte de Nosso Senhor Jesus Cristo não é, lamentavelmente como pensam alguns, a teatralização de um velório transitório marcado por luto e pranto para favorecer um sentimentalismo artificial e estéril. A comunidade do Ressuscitado crê que Ele está vivo, por isso não se reúne para oficializar suas exéquias, mas para fazer memória da sua bem-aventurada e gloriosa paixão, pois caso contrário estaria traindo o seu verdadeiro Senhor, o mesmo que morreu e ressuscitou.

Continuar lendo

Publicado em Reflexão dominical | Deixe um comentário

BRE: Reflexão Quinta-Feira Santa – “Jo 13,1-15: Na ceia com o Senhor”

ceia1

Por: Pe. André Vital Félix da Silva, SCJ

Texto também disponível em: dehonianosbre.org

“É na glória da cruz de Cristo que brilha o mandamento do amor (lava-pés); é no brilho dessa cruz que resplandece o sacramento do amor (Eucaristia); é no esplendor dessa cruz que podemos cumprir o pedido do Mestre: ‘fazei isto em memória de mim’(Dir. da LiturgiaCNBB, p. 35). O Tríduo Pascal, ápice do ano litúrgico, coloca-nos de forma muito pedagógica e mistagógica diante e no núcleo de nossa fé; favorece-nos, através da oração contemplativa da celebração litúrgica, mergulhar e ser inundados pelo mistério da morte e ressurreição do Senhor, mas também é ocasião de discernimento para sabermos se estamos ou não tomando parte realmente desse Mistério. Não basta apenas crer que o Senhor morreu e ressuscitou, proclamando esta verdade na oração (Eucaristia) que Ele mesmo mandou fazer em sua memória. Mas é preciso, também, ser testemunhas dessa verdade, assumindo o serviço que Ele realizou e nos mandou realizar (“lava-pés”) a fim de que o mundo creia.

Continuar lendo

Publicado em Reflexão dominical | Deixe um comentário

BRE: Reflexão Domingo de Ramos e da Paixão do Senhor – “Mt 21,1-11; 27,11-54: Quem é este Rei desarmado que abala a terra?”

ramos1

Por: Pe. André Vital Félix da Silva, SCJ

Texto também disponível em: dehonianosbre.org

A liturgia deste Domingo, introduzindo-nos na “Grande Semana”, faz-nos reviver in memoriam a entrada em Jerusalém de Jesus, o Rei manso e humilde; é uma profecia em ato para anunciar a sua vitoriosa ressurreição. Mas também nos faz mergulhar profundamente no mistério de sua paixão e morte de cruz, condição sem a qual não teria nenhum sentido nem eficácia a celebração da sua ressurreição. Pois proclamar a ressurreição de alguém cujo sofrimento e morte para nós são apenas vagas informações, visto que não nos tornamos participantes dessa sua dura realidade, não passaria de uma experiência artificial e alienante. Contudo, a celebração do Mistério Pascal não é simplesmente uma festa horizontal onde celebramos as nossas vitórias, mas é, antes de tudo, proclamação da vitória de Deus que nos alcança. Ele que não abandonou o seu Filho à morte, mas o ressuscitou, encoraja-nos a lutar pela vida, crendo que a morte foi destruída e, no seu Filho morto e ressuscitado, temos a garantia da nossa ressurreição.

Continuar lendo

Publicado em Reflexão dominical | Deixe um comentário

“Deixai-vos reconciliar com Deus” (2Cor 5,20).

quaresma cruz

Por: Pe. Gimesson Eduardo da Silva, scj

Vivendo o Tempo da Quaresma, reconhecemos que o nosso caminho de preparação para a Páscoa do Crucificado-Ressuscitado nos convida à reconciliação.

Continuar lendo

Publicado em Artigo | Deixe um comentário

Formação para os Leigos Dehonianos da BRE

IMG-20170402-WA0134Aconteceu neste domingo (02), no Seminário SCJ, em João Pessoa-PB, mais um momento de formação para os Leigos Dehonianos, da Província  BRE. O Encontro teve por objetivo formar os leigos Dehonianos para uma boa vivência da Espiritualidade da nossa congregação, assumindo em suas vidas o desejo ardente  de amar como Jesus amor. O grupo é formados por leigos da Área Pastoral São Gonçalo e da Paróquia Vigem Mãe dos Pobres, da cidade de João Pessoa-PB. Quem fez a assessoria do Encontro foi  o Pe. Gimesson Eduardo, Scj, Reitor do Seminário SCJ, que desde o seu retorno da cidade eterna acompanha os leigos Dehonianos do estado da PB.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário