BRE: Reflexão IV Domingo da Páscoa – “Jo 10,11-18: Vida doada: pastoreio comprovado!”

1pastor

Por: Dom André Vital Félix da Silva, SCJ

Texto também disponível em: dehonianosbre.org

Celebramos hoje o Domingo do Bom Pastor, pois a cada IV Domingo da Páscoa se proclama um trecho do evangelho de João 10, que contém um discurso de revelação de quem é Jesus e qual a sua missão, com a metáfora do pastor. Ao longo desse capítulo, Jesus afirma solenemente ser o Bom Pastor (10,11.14) e qualifica-se como verdadeiro (10,2.11.12) por causa do relacionamento que tem com as suas ovelhas (10,15.16.18.27. 28.29). Dois destaques nessa afirmação de Jesus constituem a chave de compreensão desse seu ensinamento.

Continuar lendo

Anúncios
Publicado em Reflexão dominical | Deixe um comentário

BRE: Reflexão III Domingo da Páscoa – “Lc 24,35-48: Eucaristia: presença e martírio”

1partirpao

Por: Dom André Vital Félix da Silva, SCJ

Texto também disponível em: dehonianosbre.org

O início da perícope evangélica deste Domingo: “Os dois discípulos contaram o que tinha acontecido no caminho e como tinham reconhecido Jesus ao partir o pão”, não é apenas a síntese da experiência do caminho para Emaús, mas representa o itinerário que a Igreja de todos os tempos deve fazer para manter-se fiel à sua missão de comunidade das testemunhas do Ressuscitado. Sem uma renovação constante do encontro com o Senhor morto e ressuscitado, através da escuta de sua Palavra e da participação no seu Corpo e Sangue na Eucaristia, a Igreja perde a sua identidade e não cumpre a sua missão.

Continuar lendo

Publicado em Reflexão dominical | Deixe um comentário

BRE: Reflexão II Domingo da Páscoa – “Jo 20,19-31: A misericórdia: ressurreição de todo o Corpo”

1ressuscitado

Por: Dom André Vital Félix da Silva, SCJ

Texto também disponível em: dehonianosbre.org

Este Domingo da Oitava de Páscoa não apenas encerra o primeiro ciclo do tempo Pascal, mas reforça o que significa a Páscoa na sua totalidade: Ressurreição do Corpo de Cristo: Cabeça e seus membros. Na manhã do primeiro dia da semana, as mulheres e os discípulos fazem a descoberta do sepulcro vazio. O que aconteceu? (Tiraram, roubaram o corpo de Jesus do sepulcro?!) A Palavra da Escritura “segundo a qual ele devia ressuscitar” (Jo 20,9) destrói toda a ambiguidade das possíveis interpretações. Porém, enquanto a ressurreição da Cabeça não for ressurreição, também, dos membros do seu Corpo, túmulos ainda permanecerão fechados.

Continuar lendo

Publicado em Reflexão dominical | Deixe um comentário

BRE: Reflexão Quinta Feira Santa – “Jo 13,1-15: A última ceia: escola permanente”

1oblatas

Por: Dom André Vital Félix da Silva, SCJ

Texto também disponível em: dehonianosbre.org

É na glória da cruz de Cristo que brilha o mandamento do amor (lava-pés); é no brilho dessa cruz que resplandece o sacramento do amor (Eucaristia); é no esplendor dessa cruz que podemos cumprir o pedido do Mestre: ‘fazei isto em memória de mim” (Dir. da Liturgia-CNBB, p. 35). O Tríduo Pascal, ápice do ano litúrgico, coloca-nos de forma muito pedagógica e mistagógica diante e no núcleo de nossa fé; favorece-nos, através da oração contemplativa da celebração litúrgica, mergulhar e ser inundados pelo Mistério da morte e ressurreição do Senhor, mas também é ocasião de discernimento para sabermos se estamos ou não tomando parte realmente desse Mistério. Não basta apenas crer que o Senhor morreu e ressuscitou, proclamando esta verdade na oração (Eucaristia), que Ele mesmo mandou fazer em sua memória. Mas é preciso, também, ser testemunhas dessa verdade, assumindo o serviço que Ele realizou e nos mandou realizar (“lava-pés”) a fim de que o mundo creia.

Continuar lendo

Publicado em Reflexão dominical | Deixe um comentário

BRE: Reflexão Domingo de Ramos e da Paixão do Senhor – “Mc 15,1-39: Ele não era um super herói”

1jesus

Por: Dom André Vital Félix da Silva, SCJ

Texto também disponível em: dehonianosbre.org

Hoje a Igreja faz memória da entrada de Jesus em Jerusalém não apenas para recordar um acontecimento histórico, mas para mostrar a razão fundamental da sua entrega que culminará na sua paixão, morte e ressurreição. Ao entrar em Jerusalém montado num jumentinho, Jesus declara quem ele é, cumprindo assim a profecia de Zacarias: “Exulta muito, filha de Sião! Grita de alegria, filha de Jerusalém! Eis que o teu rei vem a ti: ele é justo e vitorioso, humilde, montado sobre um jumento, sobre um jumentinho, filho de jumenta” (Zc 9,9). Na celebração de hoje dois aspectos da Páscoa se evidenciam: na entrada em Jerusalém do Rei Messias, humilde e justo, temos o anúncio simbólico da vitória do ressuscitado, e na proclamação da sua paixão e morte, o modo como Jesus realizou a libertação da humanidade que jazia sob a sombra do pecado e da morte.

Continuar lendo

Publicado em Reflexão dominical | Deixe um comentário

BRE: Reflexão V Domingo da Quaresma – “Jo 12,20-33: Ver Jesus? Só na cruz!”

1crucificacao

Por: Dom André Vital Félix da Silva, SCJ

Texto também disponível em: dehonianosbre.org

O evangelho de hoje reafirma a verdade de que é impossível tornar-se discípulo de Jesus se não tivermos a coragem de segui-lo até a cruz. Pois é lá que veremos, de fato, quem Ele é (Filho do Homem) e o significado da sua missão (dar a vida pela salvação da humanidade). No pedido dos gregos a Filipe: “Senhor, gostaríamos de ver Jesus”, pode-se entrever, inclusive nos tempos de hoje, a motivação de muitas pessoas que manifestam apenas uma curiosidade de ver Jesus, mas nem sempre estão dispostas a conhecê-lo e assumir o seu caminho (Herodes também queria ver Jesus, cf. Lc 9,9). Contudo, a resposta de Jesus indica o momento no qual Ele será visto: “chegou a hora em que o Filho do Homem será glorificado”. A glória de Jesus, segundo São João, é o momento da sua morte, por isso Ele mesmo declara: “Em verdade, em verdade vos digo, se o grão de trigo que cai na terra não morre, ele continua só um grão de trigo, mas, se morre, então produz muito fruto”.

Continuar lendo

Publicado em Reflexão dominical | Deixe um comentário

BRE: Reflexão IV Domingo da Quaresma – “Jo 3,14-21: A cruz não é palco!”

1cruz

Por: Dom André Vital Félix da Silva, SCJ

Texto também disponível em: dehonianosbre.org

Este quarto Domingo da Quaresma é também chamado “Domingo da Alegria” (Laetare), por isso rezamos na coleta desta missa: “concedei ao povo cristão correr ao encontro das festas que se aproximam cheio de fervor e exultando de fé”. O evangelho de hoje nos apresenta a razão fundamental da alegria do cristão, enraizada e alimentada na contemplação da maior prova de amor do Pai pela humanidade: “Pois Deus amou tanto o mundo que deu o seu Filho unigênito, para que não morra todo o que nele crer, mas tenha a vida eterna”. E esta prova tem um sinal visível, imprescindível e irrefutável: “É necessário que o Filho do homem seja levantado”, isto é, o Cristo crucificado: “loucura para os pagãos, escândalo para os judeus” (1Cor 1,23).

Continuar lendo

Publicado em Reflexão dominical | 1 Comentário