BRE: Participantes do Seminário Intercongregacional celebram os 60 anos da CRB

Participantes do Seminário Intercongregacional celebram os 60 anos da CRB

Por Rosinha Martins| 04.05.14| Religiosas e Religiosos, vindos de todas as regiões do Brasil e das Regionais da CRB Nacional, para o 2º Seminário intercongregacional, em Brasília, durante a Celebração Eucarística deste domingo, fizeram memória da caminhada da Conferência durantes estes 60 anos. Consagrados e Consagradas que dispõe e dispuseram de suas vidas por causa do Evangelho até o martírio, entre elas e eles: As Irmãs, Ana Roy e Doroty Stang, padre Joao Batista Libânio, dom Erwin, dom Pedro Casaldáliga, dom Tomás Balduíno falecido neste final de semana, dentre tantos outros e outras.

Na homília, o presidente da Celebração e Superior Provincial da Provincial Brasil-Centro, dos padres do Verbo Divino, padre Edson fez menção aos 60 anos da CRB partindo das leituras do Evangelho do domingo. Para ele, a postura de cada Religioso, de cada Religiosa é aquela que os textos bíblicos sugerem. “A palavra-chave, o eixo das três leituras deste domingo, é ‘levantar’. Pedro levanta a voz, Jesus Cristo levanta-se do túmulo, a última leitura vai na mesma direção. Fala-se em pé, caminha-se em pé. Levantado é a postura final do Senhor, levantar é ressuscitar; a nossa boa notícia é esta: não tenho ouro nem prata mas em nome de Jesus Cristo, levanta-te e anda”

Para padre Edson esta deve ser esta a postura da Vida Religiosa Consagrada, não obstante as crises que ela enfrenta em tempos modernos. “Sabemos das dores, das dificuldades, do momento histórico crítico que vivemos, das encruzilhadas da vida, mas como queremos enfrentar tudo isso? Levantados. Que ninguém esteja caído a beira do caminho. E se caíres à beira do caminho, ao menos grite, como o cego de Jericó, pois se ninguém te escuta, o Senhor te escuta”.

Se a Vida Religiosa permanecer em pé, acrescentou, “não tem cruz que nos vença. Como estamos celebrando os 60 anos da CRB? Nós queremos celebrar os nossos 60 revitalizados, revigorados. Não é o cansaço e as desilusões do caminho percorrido que vão nos abater. Não é pela crise vocacional, pela crise religiosa…chamemos todas as crises para nós, mas as administremos levantados”, afirmou.

De acordo com o padre Edson é somente nesta postura – de levantados/as – que a Vida Religiosa pode caminhar, fazer realidade o Evangelho do Senhor. “Por isso o grito de Emaús ‘permanece, fica conosco, Senhor’. É possível que o físico, as desilusões, o cansaço nos abatam, nos faça cair, mas cair não é o problema, problema é cair no mesmo lugar. O Senhor caiu três vezes, mas em diferentes lugares”.

Padre Edson concluiu a homilia pedindo ao grupo para celebrar os 60 anos da CRB mantendo a esperança, pois a Vida Religiosa tem experiências suficientes, um belíssimo patrimônio espiritual e,  apesar das debilidades e fraquezas, não deve perder o vigor interno, a vontade de fazer novas todas as coisas, na força do Ressuscitado. “Estamos peregrinando e vamos peregrinar na postura do Ressuscitado, e quando falarmos, falemos como ressuscitados e quando peregrinarmos, peregrinemos como ressuscitados. É sempre o Ressuscitado que nos impulsiona para frente, que nos faz nascer das cinzas e nós Religiosos temos que ser campeões em recriar-nos o tempo todo, porque somos movidos pela força do Espírito que dá vida a todas as coisas. Somos homens e mulheres a serviço da vida e como a vida se transforma constantemente, nós também nos transformamos com ela”.

Fonte: CRB Nacional

Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s