BRE: Ano da Vida Consagrada: “Olhar o passado com gratidão e o futuro, com esperança”, diz Cardeal de Aviz

Ano da Vida Consagrada: “Olhar o passado com gratidão e o futuro, com esperança”, diz Cardeal de Aviz

Por Rosinha Martins| 31.03.14| Por ocasião do curso anual dos Bispos, realizado  na Arquidiocese do Rio, o prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, dom João Braz de Aviz, falou em entrevista ao Jornal São Paulo,  da arquidiocese de São Paulo,  sobre os objetivos e as atividades que constituirão o Ano da Vida Consagrada.

Dom João disse que o Papa Francisco sente que,  neste momento da história,   a Vida Consagrada precisa olhar para o passado com gratidão sem se fixar naquilo que não deu certo. “Vamos olhar para o passado agradecendo a Deus por tudo de bom e vamos rever o que está errado, sem medo e para o futuro, olhar com esperança.

De acordo com o cardeal, atividades como a Assembleia plenária da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, para outubro ou novembro de 2015, encontro de superiores gerais em Roma, encontro para formadores, encontro com a Vida Monástica e Contemplativa e uma corrente de oração em nível mundial, contando com a colaboração especial dos monastérios, serão algumas das atividades que marcarão o ano dedicado aos Consagrados e Consagradas.

Documentos relativos à Vida Consagrada, serão reformulados. “O Papa nos pediu para renovar os documentos fundamentais que tratem da Vida Consagrada, entre eles, o documento sobre a relação entre bispos e religiosos e o documento relativo à  Vida Monástica e  Contemplativa (datado de 1950), serão revistos”, afirmou.

Os Religiosos Irmãos também estão contemplados nas atividades daquele ano. Documento especial, que trata da vida e da missão destes consagrados, está sendo elaborado com a colaboração dos consagrados Irmãos espalhados em missão mundo afora e será publicado em 2015. A razão desta atenção especial, é, segundo dom Aviz, que “a vocação dos religiosos Irmãos tem sido deixada na sombra”, assinalou.

Para o cardeal, apresentar a Vida Consagrada para os jovens de hoje é muito importante, pois eles tem grandes ideais e se sente atraído quando vê pessoas que dão a vida por uma causa.

Dom João ressaltou ainda que em continentes como o europeu pensa-se que a Vida Religiosa não mais existe, mas fato é que na América Latina, África e em parte da Ásia as vocações estão se desenvolvendo significativamente.

Segundo o prefeito, a renovação da Vida Consagrada, hoje, se dá, mantendo a fidelidade ao Carisma do fundador e da fundadora, porém atualizando-o de acordo com a época, pois “a organização da sociedade na época do fundador se difere das sociedades atuais”. E acrescentou que “é  preciso atualizar o diálogo com a cultura atual,  escutar o homem e a mulher, perceber quais são as suas sensibilidades, seus valores, conviver e aprender com a sociedade, mas não perder aquilo que vem do carisma e aquilo que vem do Evangelho”.

A vida fraterna, recuperar aquela ligação primeira, profunda com Jesus para se deixar  moldar por Ele, o excesso de obras em detrimento do carisma, fazer a ligação entre novos e antigos carismas, são para o cardeal,  desafios a serem enfrentados pela Vida Consagrada.

Fonte: CRB – Nacional

 

Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s