BRE: Quaresma: Eis o Tempo de Conversão!

Quaresma: Eis o Tempo de Conversão!

Por Fr. José Valdinã de Jesus, scj

Imagem

“A palavra quaresma com que designamos os dias entre a Quarta-feira de Cinzas e a Páscoa não diz nada do que a Igreja quer com esse tempo. Originariamente era o tempo da administração do batismo, quer dizer, o tempo de tornar-se cristão (…)”[1]. Logo, percebemos que este tempo que a Mãe Igreja nos propõe é uma oportunidade para fazermos memória do nosso batismo e, contando com a graça do Senhor Jesus, buscarmos viver a radicalidade proposta pelo Evangelho. Tempo de conversão. Processo de cada vez mais ser e agir, neste mundo, como cristão.

poSomos convidados, na quarta-feira de cinzas, a viver a profunda experiência da compaixão e misericórdia do Senhor para cada um de nós: “O Senhor é indulgente, é favorável, é paciente, é bondoso e compassivo […] Não nos trata como exigem nossas faltas, nem nos pune em proporção às nossas culpas. […] Como um pai se compadece de seus filhos, o Senhor tem compaixão dos que o temem. Porque sabe de que barro somos feitos, e se lembra que apenas somos pó”[2]. Só podemos, no entanto, viver o amor compassivo de Deus se estivermos um coração contrito, reconhecermos nossa condição de pecadores e vivermos na humildade.

QPara avançarmos neste caminho, a Igreja propõe três realidades fundamentais que são como exercícios para nossa vida espiritual: jejum, esmola e oração. O primeiro está ligado a relação conosco mesmo, o autodomínio; o segundo, nossa relação para com o próximo, especialmente os mais necessitados; e o terceiro, a nossa relação com Deus. Na nossa vida, percebemos o quanto o pecado original deixou marcas de divisão e desarmonia, tanto é verdade que, assim como a lei da gravidade, facilmente tendemos a buscar nos prazeres, no poder e no ter a nossa felicidade, enfim, nosso deus. É aí, portanto, que essas três realidades nos ajudam a estar em comunhão com Deus, conosco e com o próximo.

Lembremos que jamais devemos nos focar exageradamente somente em um aspecto, por exemplo, o jejum. Então, cabe-nos lembrar a profecia de Isaías: “ É porque ao mesmo tempo que jejuais, fazeis litígios e brigas e agressões impiedosas. Não façais jejum com esse espírito, se quereis que vosso pedido seja ouvido no céu[3]”. Se minha relação com o meu irmão está repleta de conflitos consequentemente minha relação com Deus não é baseada na verdade, na sinceridade e abertura de coração.

maria-madalenaDeus nos concede este tempo, enfim, para mudarmos de atitudes e de mentalidade. Corramos ao seu encontro no sacramento da confissão, lá recomeçaremos mais fortes e mais animados a sermos inteiramente de Jesus, a nos comprometermos a uma vida mais autêntica em alegre penitência. Eis o momento precioso de desprendimento, de abstinência, de mortificação, de oferecimento dos aborrecimentos, das contrariedades, enfim, das cruzes pequenas que surgem diariamente. Se fizermos e aceitarmos essas coisas em espírito de amor a Jesus, então seremos felizes porque soubemos reconhecer e chorar nossas misérias, não com lágrimas de abatimento ou perturbação, mas com lágrimas de contrição profunda que, em vez de encolher a nossa alma no temor, a dilatam no amor penitente e a lançam nos braços de Deus com um coração rejuvenescido no amor e na dor[4].


[1] Joseph RATZINGER, Dogma e anúncio, 2008, 275.

[2] Sl 102 (103), 8, 10, 13-14.

[3] Is 58, 4

[4] Cf. Gabriel de Santa Maria MADALENA, Intimidade Divina, 1967, 310.

FR. ValdinaO Frater José Valdinã de Jesus SCJ é teólogo do 2º ano do Curso de Teologia da Faculdade Dehoniana – Taubaté-SP e, membro da BRE.

Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s