BRE – Encontro de Superiores Maiores SCJ

 superioresMaiores2013

Aconteceu em Roma (3-9 de Novembro), na Casa Geral da Congregação, o Encontro de Superiores Maiores SCJ. Trata-se de uma reunião que normalmente acontece de dois em dois anos e que congrega os Superiores das Províncias, das Regiões, dos Distritos e das Comunidades Territoriais da Congregação presentes nos quatro cantos do Mundo. Para além dos membros do Governo Geral e da Cúria Geral, estiveram reunidos Dehonianos vindos da Croácia, de Angola, da Argentina, do Brasil, da Bielorrússia, do Canadá, do Chile, dos Camarões, do Equador, de Espanha, da França/Luxemburgo/Bélgica, da Grã-Bretanha, da Alemanha, da Indonésia, da Índia, da Itália, de Madagáscar, da Moldávia, de Moçambique, da Holanda, do Paraguai, das Filipinas, da Polónia, de Portugal, do Congo, da África do Sul, da Suíça, de Taiwan, da Ucrânia, do Uruguai, dos Estados Unidos, da Venezuela e do Vietnam. No total de 56 Dehonianos, oriundos das nossas províncias espalhadas pelo mundo e que expressam a diversidade e a riqueza da presença da Congregação no Mundo.

O objetivo deste encontro é definir as linhas de preparação do próximo Capítulo Geral da Congregação, que será em 2015: data e duração do Capítulo, temas fundamentais a abordar no Capítulo, critérios de representação das entidades da Congregação e escolha da Comissão Preparatória do Capítulo.

Podemos resumir o primeiro dia útil do Encontro de Superiores Maiores SCJ (04/11) que acontece em Roma até o dia 09 de novembro, na seguinte frase: “Construindo o Futuro”. O foco é dar as diretrizes para a elaboração do XXIII Capítulo Geral a ser realizado em 2015. Duas apresentações têm marcado o trabalho. A contribuição do padre Bartolomeo Sorge, SJ, que tratou das “Perspectivas para a Vida Consagrada no mundo de hoje”. E, a colocação do Superior Geral, padre José Ornelas Carvalho, SCJ, que apresentou o “Status Congregationis”, oferecendo uma imagem rica e abrangente da nossa realidade como Congregação. O P. Sorge articulou a sua apresentação em três pontos fundamentais: crise atual da Igreja e do Mundo, a virada do Concílio Vaticano II e a vida consagrada renovada de amanhã (como comunhão, opção pelo pobre e missionariedade em meios precários (como favelas)).   DSC_0069-LPe. José Ornelas O Padre Geral abordou a questão de uma nova construção do futuro, desenvolvendo o seu discurso em torno de cinco etapas: 1. Caminhando para o XXIII Capítulo Geral: contribuição dos superiores para Congregação, em vista deencontrar novas formas e estratégias de evangelização; 2. Olhando em volta: a leitura da realidade exige criatividade. Precisamos discernir profetas e poetas para cantar a Palavra, trabalhadores que construam a nova realidade. 3. Nós Dehonianos: os vários continentes mostraram toda a riqueza deste momento para a Congregação. 4. Desafios e perspectivas: propõe revisitar os projetos de uma “nova cara”, o reencontro da identidade SCJ, a comunhão, a partilha de bens, o serviço e a missão. 5. Atenções e direções: ações explícitas que já fazem parte do Instituto, mas precisam ser reforçadas em alguns aspectos, a fim de alcança-los como Congregação: a vida e a missão, a formação, areestruturação, a disponibilidade das pessoas e a Rede SCJ. DSC_0109-LOs Superiores Maiores SCJ, reunidos na Casa Geral da Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus, em Roma, foram para o seu segundo dia de Encontro ontem (05/11). Os padres reservaram este dia para identificar os desafios específicos de cada continente e, o que os religiosos dehonianos poderiam oferecer como resposta a tais questões exigentes. Apesar de alguns superiores provinciais apresentarem um “olhar cansado”, como escreveu o redator do Encontro, em Dehon.it, muitos deram sinais de esperança e disposição para a construção de novos projetos. Foi salientado que a participação de todos em questão de “posicionamento nas reuniões” era de suma importância. Com isso, poderíamos chegar a soluções menos imediatas para os problemas continentais e, além disso, nos possibilitaria um estilo de vida capaz de “mudar hábitos, editar contos radicados e renovar caminhos repetidos”. A primeira prioridade apontada pelos superiores foi: uma revisão de vida em nível comunitário, nas suas diversas expressões. O segundo aspecto apontado foi o Sint Unum, no sua dimensão ad gentes, de maneira que os olhares se lançaram sobre a internacionalidade, o multiculturalismo que possibilita uma pastoral aberta para o mundo e a criação de uma “cultura do encontro”, que exige uma verdadeira conversão teológico-pastoral. “Esta é a nossa primeira missão”, acrescentou a redação do website da Cúria Geral. “Entre a identidade e a formação da espiritualidade deve haver um elemento de síntese, a vida pessoal e social”. DSC_0025-LAs respostas aos novos desafios em nível continental, que se esboçam mais como um projeto de vida, foram as seguintes:

  • ÁFRICA: o território mais jovem da Congregação afirmou que os desafios ainda são grandes e, por isso, ainda é preciso investir esforços nele mesmo.
  • ÁSIA: com um número ascendente de vocações e iniciativas, seu padre representante focou o tema da internacionalidade, em vista da “unidade na diversidade”.
  • EUROPA E AMÉRICA DO NORTE: o seu maior desafio se faz presente no mandato do padre fundador, “sair das sacristias e ir ao povo”. Apontaram, a partir daí, a necessidade de conhecer os lares dos seus fiéis, mesmo que seja nos subúrbios.
  • AMÉRICA LATINA: foram apontadas algumas prioridades, além das respostas sociais (justiça e equidade), que têm razão de ser, frente à realidade da pobreza presente neste continente. Tais prioridades, dentre outras, são: o trabalho com a juventude, a evangelização dentro do espaço e frente à cultura digital e a preocupação ambiental.

Diante da complexidade de tais realidades os padres superiores reconheceram as limitações das propostas, todavia demonstraram entusiasmo para “dar substância àquilo que foi expresso”. É de suma importância notar que novos projetos e propostas têm tomado força em nível de Congregação e Província, o que gerou entusiasmo em muitos padres. Para apontar apenas dois destes projetos: houve uma conversa séria sobre novas frentes missionárias na Ásia e sobre o projeto Londres.

 sUPERIORES

Os padres superiores, provenientes de diversas províncias dehonianas espalhadas pelo mundo, estão reunidos desde o dia 03 de novembro em Roma para discutir questões referentes ao XXIII Capítulo Geral e os novos projetos congregacionais. Nesta perspectiva, o dia seis foi marcado pela programação do próximo Capítulo Geral a ser realizado em Roma, entre os meses de maio e junho de 2015. Ao abrir o terceiro dia do seminário, o Padre Geral, salientou que o Capítulo deve ser a síntese de seis anos vividos de um jeito específico, mas que também deve projetar a maneira como a Congregação deverá viver os próximos seis anos, sob a condução do novo governo geral. A partir daí, pediu que os padres refletissem sobre um tema para o Capítulo, sempre em vista de dar uma “resposta à voz do Espírito”, como afirmou Dehon.it. Para ajudar os padres, muitos deles jovens, o Superior Geral recordou os últimos slogans capitulares:

NÓS CONGREGAÇÃO EM SERVIÇO DA MISSÃO, em 1997.

CORAÇÃO ABERTO E UNIDO NO SERVIÇO DA MISSÃO, em 2003.

“O AMOR DE CRISTO NOS IMPELE” (2COR 5,14), em 2009.

Depois da fala do padre Ornelas, o padre John van den Hengel, vigário geral, indicou qual seria o momento e a maneira como seria desenvolvida a proposta do Superior Geral. Após sua fala, o secretário geral, padre Heru, apresentou um quadro com alguns pressupostos para a composição do XXIII Capítulo Geral.

NÓS CONGREGAÇÃO EM SERVIÇO DA MISSÃO, em 1997.

CORAÇÃO ABERTO E UNIDO NO SERVIÇO DA MISSÃO, em 2003.

“O AMOR DE CRISTO NOS IMPELE” (2COR 5,14), em 2009.

Depois da fala do padre Ornelas, o padre John van den Hengel, vigário geral, indicou qual seria o momento e a maneira como seria desenvolvida a proposta do Superior Geral. Após sua fala, o secretário geral, padre Heru, apresentou um quadro com alguns pressupostos para a composição do XXIII Capítulo Geral.

  • DSC_0074-LNo período da tarde os quatro grupos se reuniram. E, como resultado de suas discussões, chegaram à seguinte síntese:
  • ÁFRICA: ocorreram muitos progressos neste continente nos últimos anos. Mas, perceberam que a espiritualidade dehoniana do Sint Unum pode guiá-los ao caminho da internacionalidade e da interculturalidade.
  • ÁSIA: tem colocado a ênfase na vida comunitária.
  • AMÉRICA LATINA: chamou atenção para os fundamentos da vida em comunidade, a fim de orientarcorretamente o engajamento social e o caminho da internacionalidade.
  • EUROPA E AMÉRICA DO NORTE: sintetizaram sua partilha no chamado à vida comunitária e na missão.

As respectivas sínteses nos dão um perfil a ser adotado pela Congregação a partir do ano de 2015. Mas, o dia dos nossos Superiores Maiores não acabou por aí. Receberam o padre capuchinho, Paolo Martinelli, professor da Pontifícia Universidade Antonianum e da Pontifícia Universidade Gregoriana, ambas em Roma. Este renomado Frei falou para os padres reparadores sobre “o serviço da autoridade nos dias de hoje”. O conferencista afirmou que “a questão da autoridade e da obediência têm sua dignidade no horizonte antropológico-teológico da busca de Deus” e, acrescentou, “as mudanças trazidas pela modernidade não podem passar despercebidas diante daqueles que são responsáveis pelo serviço da autoridade”. O Frei Capuchinho explanou, ainda, o documento “Serviço da autoridade e obediência”, da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e Sociedades de Vida Apostólica, presidida pelo cardeal brasileiro, Dom João Brás de Aviz. Speaker-LFrei Paolo Martinelli, OFM Cap. Frei Paolo Martinelli terminou seu discurso dizendo que a renovação da vida comunitária não passa somente pelas virtudes humanas, ainda que sejam aquelas mais elevadas, como a compreensão e o afeto. Afirmou que o consagrado deve ser capaz de mostrar concretamente o quanto é capaz de arriscar a própria liberdade, diante do carisma que professou, em vista dos membros de seu Instituto. Isto é ter “um envolvimento responsável”, como salientou o professor. Esta é a dinâmica do amor. Encerrou-se assim o terceiro dia de encontro dos nossos Superiores Maiores.

DSC_0065-M

Pe. Mariano

Esta quinta-feira (07/08) foi bastante intensa. Devido ao ritmo de trabalhos e ao esforço redobrado para compreender e falar as línguas estrangeiras, o cansaço já começa a notar-se na expressão de alguns…

Toda a parte da manhã foi dedicada à abordagem dos assuntos econômicos. O Ecônomo Geral, Pe. Aquilino Mielgo, deu conta do trabalho desenvolvido ultimamente com os ecônomos das entidades e apresentou uma panorâmica das contas da Congregação e dos projetos de cariz social e de ajuda às entidades mais carenciadas apoiados pelo Governo Geral e pelas Províncias. Concluiu a manhã com uma reflexão sobre a relação Superior – Ecônomo nas entidades e nas comunidades.

Na parte da tarde passaram pela mesa da presidência deste encontro vários confrades que expuseram diversos assuntos de cariz informativo:

– Os Conselheiros Gerais apresentaram uma síntese das Conferências Continentais realizadas na Europa, Ásia, África, América Latina e América do Norte e das diversas iniciativas que estão a ser promovidas nas regiões geográficas pelas quais são responsáveis.

– O Pe. José Carlos Briñon, postulador da Congregação, apresentou os últimos desenvolvimentos de processos de beatificação: Padre Dehon, Padre André Prévot, Padre Martino Capelli, Mártires do Congo. Em relação ao Beato João Maria da Cruz, referiu que se aguarda um novo milagre para se introduzir o processo de canonização.

Pe. Léo HeckPe. Léo Heck

– O Pe. Léo Heck, Superior da Colégio Internacional/Casa Geral, onde decorre este encontro, apresentou a situação atual da casa. O nome “Colégio” já não se adapta à realidade hodierna, visto que esta casa deixou de acolher jovens religiosos em processo de formação e passou a acolher, desde alguns anos, religiosos dehonianos que vêm a Roma para fazer especializações, pesquisas acadêmicas, ano sabático,… A Casa Geral prepara-se para celebrar 60 anos de existência no próximo ano. Neste momento a comunidade é formada por 14 dehonianos que fazem o Curso de Formadores, 13 dehonianos que fazem cursos de especialização em várias universidades romanas, 2 colaboradores da Cúria Geral para os assuntos económicos, 10 dehonianos nos diversos serviços da Cúria Geral e outros 10 dehonianos nos departamentos do Governo Geral. Aqui residem dehonianos dos quatro continentes, de 17 países e de 19 entidades. O trabalho do Superior desta casa é garantir o funcionamento e a harmonia desta diversidade de serviços, proveniências, culturas,…

– O Pe. John van den Hengel, Conselheiro Geral fez a apresentação da obra crítica sobre o Padre Dehon que será elaborada pela Universidade de Friburgo. Trata-se de um projeto que demorará pelos menos 4 anos a ser concluído.

– O Pe. Stefan Tertuente, recém-chegado à Cúria Geral, apresentou as linhas gerais da sua missão, como coordenador da formação Dehoniana na Congregação e do Seminário Antropologia Cordis que terá lugar em Fevereiro de 2014, em Taubaté, Brasil.

– O Pe. Gelardi Aimone, Diretor do Centro de Estudos Dehonianos, expôs a problemática do Centro de onde ressalta a carência de pessoas para este importante serviço à Congregação e o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido para que todos os escritos do Padre Dehon estejam, em breve, disponíveis através de uma plataforma on-line que possibilitará o livre acesso dos confrades e pessoas interessadas.

Ao longo do dia de hoje decorreu o processo de votação para a consulta que possibilitará ao Governo Geral nomear a Comissão de Preparação para o Capítulo Geral de 2015.

Concluímos os trabalhos recebendo do serviço de postulação da Congregação um caixa (que alguém pensou ser pizza!!!) contendo um quadro em alto relevo do Padre André Prévot, cujo centenário da morte se começa a celebrar no próximo dia 26 de Novembro.

DSC_0065-L

A jornada do dia 08/11 teve duas dinâmicas de trabalho distintas. A manhã, intervalado com a pausa para o café, foi dedicada a encontros por áreas geográficas. Neste trabalho por continentes, os Superiores Maiores abordaram temáticas relativas a iniciativas comuns e de colaboração entre as entidades de cada continente. O tema dos capítulos provinciais que requerem a presença de um Conselheiro Geral, foi também tratado e calendarizaram-se possíveis datas para sua realização.

Na parte da tarde os trabalhos decorreram em sessão plenária. Começamos por ouvir o Pe. Eduardo Martín, Secretário Provincial da Província de Espanha, formado em Direito Canônico, sobre as normas relativas à realização, metodologia e desenvolvimento de um capítulo provincial. O Ir. Roberto García, Vice-secretário Geral, expôs o trabalho desenvolvido na Congregação, ao longo dos últimos anos, na área das escolas católicas Dehonianas e perspectivou as próximas iniciativas. O primeiro e o segundo Encontro Internacional de Educadores Dehonianos realizaram-se em Salamanca, no ano de 2001 e 2008, respectivamente. Em 2012 realizou-se em Roma o Encontro dos Diretores das Escolas Dehonianas da Europa. Nesse mesmo ano a Conferência Geral realizada em Neustadt (Alemanha) versou a temática da educação. Agora perspectiva-se a realização do terceiro encontro de educadores que terá lugar em Valência (Espanha) de 21 a 27 de Julho de 2014.  Refira-se que a Congregação possui 55 obras educativas (escolas, colégios, obras universitárias) dispersas por 21 entidades em 20 países. As restantes intervenções que completaram os trabalhos da tarde foram bastante breves: – O Pe. José Carlos Brinõn, Procurador da Congregação junto da Santa Sé, falou sobre os procedimentos relativos aos confrades que deixam a Congregação; – O Pe. Fernando Fonseca, membro do Centro de estudos Dehonianos, historiou o caminho percorrido no processo de revisão da Ratio Formationis que está na fase final para aprovação pelo Superior Geral; – O Pe. John van den Hengel, Conselheiro Geral, informou sobre o trabalho desenvolvido pelo grupo encarregado de refletir sobre o envelhecimento de confrades e de entidades; DSC_0046-LPe. Heiner Wilmer – O Pe. Heiner Wilmer, Superior Provincial da Alemanha, apresentou o “Projeto Berlim” que compreende a constituição de uma comunidade internacional no Centro de Berlim (cidade com 3 milhões de habitantes) que tem a seu cargo uma paróquia de 350 mil habitantes onde apenas 2% são católicos. Incluído ainda nestes dinamismo de vida e de esperança da Congregação foi também importante escutar o Pe. Arildo Ferrari que nos apresentou a realidade da presença Dehoniana no Paraguai. Ali estão a trabalhar 8 dehonianos de várias entidades distribuídos por 3 comunidades. Trata-se de uma presença recente da Congregação que abre boas perspectivas para um trabalho tão necessário junto de um povo pobre e com fome do Evangelho…   Pe. Carlos AlbertoPe. Carlos Alberto Os trabalhos do último dia ocuparam apenas algumas horas desta manhã de sábado… Começamos com duas intervenções que demonstram, não apenas a vitalidade da Congregação, mas também a idade da Congregação. O Pe. Carlos Alberto, Superior Provincial da Província do Brasil Recife, apresentou a realidade da sua Província que está a celebrar 120 anos de existência. Por sua vez o Pe. Léopold, Superior Provincial dos Camarões, apresentou o programa das celebrações do centenário da presença Dehoniana naquele país. Tanto a presença no Brasil, como a presença nos Camarões, foram queridas pelo Padre Leão Dehon que enviou missionários para aquelas paragens. Seguiu-se a intervenção do Superior Geral, Pe. José Ornelas, que apresentou as principais decisões do Governo Geral que resultam do nosso trabalho destes dias. – Data do Capítulo Geral: 17 de Maio a 6 de Junho de 2015. No entanto o próprio Capítulo é soberano para decidir sobre a data de encerramento do Capítulo. – Representação: As entidades de 1 a 50 membros terão 1 delegado; as entidades com 51 a 150 membros terão 2 delegados; as entidades com mais de 150 membros terão 3 delegados. Os Superiores Maiores das Províncias e Regiões são membros de direito. Sendo assim, a Província Portuguesa terá 3 confrades no Capítulo Geral. – Comissão Preparatória: Esta Comissão tem a seu cargo preparar o Capítulo, em conjunto com o Governo Geral, e ficou assim constituída: Pe. Carlos Enrique (Venezuela), Pe. Heiner Wilmer (Alemanha), Pe. Léopold Mfouakouet (Camarões) e Pe. Vincent Herimanto (Vietname). DSC_0095-L– Tema: O Capítulo (e a sua preparação nas entidades) deverá refletir sobre a fidelidade criativa ao carisma Dehoniano que nos permite responder aos desafios do nosso tempo através da vida em comunidades fraternas, pobres e reconciliadas e da missão que privilegia as periferias geográficas, culturais e existenciais, os pobres e os necessitados. Esta reflexão sobre fidelidade criativa ao carisma abre-nos também à dimensão intercultural e internacional, à colaboração através de estruturas comuns, à formação e à dimensão social da nossa identidade Dehoniana. O Superior Geral terminou expressando o seu desejo para que este caminho até ao Capítulo Geral seja, em toda a Congregação, um tempo do Espírito para uma nova vida e uma nova missão. Nos próximos dias o Pe. José Ornelas fará a convocação para o Capítulo Geral e convidará toda a Congregação a caminhar com entusiasmo até ao Capítulo de 2015. A missa, às 11h00, presidida pelo Superior Geral e o almoço na “casetta” (espaço para churrasco e convívio situado no bosque da Casa Geral) foram os momentos finais deste Encontro dos Superiores Maiores que decorreu em Roma. Depois do almoço, vários Superiores começaram a regressar aos seus países, outros permanecem por mais algum tempo para tratar de assuntos relativos ao Governo das entidades ou para descanso com uma ida ao Vaticano, pois não é com frequência que se vem a Roma e se vê o Papa… Da parte da tarde os Superiores da entidades que estão empenhadas na Missão Dehoniana em Angola tiveram uma reunião com o Superior Geral para tratar de assuntos relacionadas com a vida daquela missão onde trabalham 10 missionários provenientes de Moçambique, Camarões, Itália do Norte e Portugal.

superioressuperioresMaiores2013

Autor: 
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s