Dehoniano é nomeado presidente da Comissão de Pastoral para a Juventude da Arquidiocese de Olinda e Recife

A Arquidiocese de Olinda e Recife celebrou no último dia 05 de junho a Solenidade da Ascensão do Senhor e Dia Mundial das Comunicações Sociais com uma Missa Solene e uma coletiva de imprensa na Catedral da Sé em Olinda-PE. Nesta ocasião, o Arcebispo Metropolitano Dom Fernando Saburido, OSB, nomeou os presidentes de duas novas comissões pastorais: Comissão Arquidiocesana de Pastoral para a Educação e Cultura e Comissão Arquidiocesana de Pastoral para a Juventude. Estas novas Comissões foram criadas a nível nacional no Brasil na última 49ª Assembléia Geral da Conferência Episcopal. As arquidioceses e dioceses que assumem a organização pastoral a partir da estrutura da CNBB também vão criando as novas comissões que se integram num conjunto de 12 comissões pastorais. Este é o caso da Arquidiocese de Olinda e Recife que optou por esse modelo pastoral para melhor articular sua ação evangelizadora na perspectiva de ser uma “Igreja em estado permanente de missão”.

Na Missa Solene, após a homilia, foram feitas as leituras das duas provisões que nomeiam os presidentes das novas comissões. O capuchinho Frei Rinaldo Pereira, OFMCap, presidirá a Comissão de Educação e Cultura. “A primeira ação vai ser estabelecer um diálogo com as instituições que já desenvolvem um trabalho de evangelização por meio da educação e da cultura”, adiantou o frei.

O dehoniano Pe. Gimesson Eduardo, SCJ, presidirá a Comissão para a Juventude. Pe. Gimesson já desempenhava desde 2009 a função de Padre Referencial do Setor Juventude Arquidiocesano. Durante a coletiva de imprensa, junto ao Arcebispo e aos vigários gerais e episcopais presentes, o dehoniano afirmou que através da Comissão para a Juventude vai “buscar potencializar o trabalho que já se desenvolve no território arquidiocesano, melhorando a rede de articulação entre pastorais, movimentos, novas comunidades e outras instituições, inclusive governamentais”. Segundo o Pe. Gimesson, a partir dos alarmantes dados de violência nos municípios da Arquidiocese, uma grande preocupação da ação evangelizadora será suscitar uma reflexão profética sobre a violência juvenil e contra os/as jovens bem como a busca da construção de uma cultura de paz, pois “infelizmente ainda ocupamos o pódio no ranking da violência contra aqueles que deveriam ser prioridade em nossa sociedade”.

 

Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s